Atualizando o SQL Server Data Tools – SSDT – para o Visual Studio 2013 e controlando versionamento de código com TFS

Fala galera, como já havia feito com o SQL Server Data Tools (SSDT) 2012 para o SQL Server 2012 (que pode ser lido aqui), vou explicar como atualizar seu SSDT para a versão 2013 do Visual Studio, e também como colocar seu controle de versão com o Team Explorer 2013. Isso funciona independente do seu SQL Server ser o 2012 ou 2014. O que importa neste momento é a atualização da IDE de desenvolvimento para seus projetos de Business Intelligence.

A primeira coisa a ser feita é baixar o SSDT 2013, que tem por volta de 1GB de tamanho. Faça o download a partir desta página. Não se preocupe de aparecer X86 no nome, ele suporta tanto o x86 quanto o x64. Depois de terminado do Download, abra o arquivo .EXE e informe onde ele será descompactado. Quando terminar de decompactar, procure o Setup dentro da pasta. Abra e siga os passos de instalação.

 

Depois de instalado o SQL Server Data Tools 2013, é hora de baixar e instalar o Team Explorer, que possui 2 arquivos: um de 130MB e outro de 900Kb. Baixe ambos. Faça o download a partir desta página. Depois de baixar os arquivos, instale a partir do arquivo de 900Kb.

 

Quando terminar a instalação, abra o SSDT 2013 e vá até o menu TEAM e em seguida, Connect to Team Foundation Server…

 

Forneça os dados de autenticação, e a partir deste momento, tenha todos seus projetos disponíveis para baixar e trabalhar novamente.

 

Pronto, com estes poucos passos você pode ter seu ambiente atualizado e seu código versionado!

Compartilhe o post:
RSS
Follow by Email
Facebook
YOUTUBE
YOUTUBE
LinkedIn

Comentários

comments

About nogare

Diego Nogare é CDO - Chief Data Officer - na Lambda3, professor em programas de pós-graduação na Universidade Presbiteriana Mackenzie e na FIAP com disciplinas nas áreas de Inteligência Artificial, Big Data, Mineração de Dados, Machine Learning e Análise Estatística.

5 comments

  1. Marcos Freccia

    Muito interessante esse post! Bacana

  2. Edvaldo Castro

    Parabéns pelo artigo Nogare, esta ferramenta eh tão fantástica que parece nao existir…

  3. Excelente dica, Diego.
    Apenas um complemento, para quem vai instalar no ambiente 64 bits:
    No processo de instalação selecione o tipo de instalação em “Nova Instância (New Instance)” e não “Adicionar funcionalidades para uma instância existente (Add features to an existing instance)”.

    E tudo dará certo!
    Abraço.

  4. BCFrjq Say, you got a nice blog article.Really thank you! Will read on

  5. Once I originally still left a remark I seem towards contain clicked upon the -Inform me whenever fresh suggestions are excess- checkbox and versus currently upon each and every season a remark is extra I recieve 4 e-mail with the same exact remark.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.