Processamento no SSAS 2012, direto ao ponto!

Fala galera, é comum durante o desenho/planejamento dos projetos de BI dedicarmos algumas atividades à performance e desempenho. Isso é ótimo, ajuda muito, mas algumas coisas básicas como processar de forma eficiente o cubo [e as dimensões] nem sempre é utilizado. Digo isso por encontrar diversos projetos que o processamento do cubo está como “padrão”… Fazendo uma analogia [forçando a barra um pouco], é como criar todos índices que o DTA (Database Tuning Advisor) sugere sem examinar o que é realmente útil para nosso ambiente. Utilizar o processamento correto, pode salvar algumas horas de sono para nós; Vou tentar deixar de uma forma clara e direta, vamos ver o que vai dar. rss

A idéia aqui é ir direto ao ponto, encontrando o que dá pra processar [e onde é aplicável] e quais os resultados obtidos com cada tipo de processamento.

Process Default

Realiza o menor esforço possível (com a menor quantidade de tarefas) para processar a estrutura e os dados. O servidor converte esta opção na mais adequada à necessidade do seu ambiente, neste momento.

Aplicável: Todos Objetos

Process Full

Processa toda a estrutura e os dados, excluindo e recriando os objetos. Isso significa que o processamento discarta tudo o que existe e cria novamente a estrutura analítica e depois processa os dados para esta estrutura. Se algum novo atributo é adicionado à dimnensão, deve rolar um process full.

Aplicável: Todos Objetos

PROCESS UPDATE

Quando acontece alguma alteração de atributos na dimensão, seja adicionando apagando ou atualizando, este processo deve ser executado. Tem inteligência suficiente para processar somente o diferencial da estrutura e dos dados que são novos, porém é mais lento (para aplicar a “inteligência”).

Aplicável: Dimensão

Process Data

Descarta todos os dados armazenados e processa todos os dados novamente, ignorando se houve alteração na estrutura e também nos índices. O foco são só os dados.

Aplicável: Dimensão, Cubo, Measure e Partição

Process Add

Processa somente os novos dados, ignorando os dados que já existem e também qualquer alteração nova na estrutura ou índices.

Aplicável: Dimensão e Partição

Só pra lembrar onde o processamento é feito dentro do SSDT [SQL Server Data Tools], vá até o objeto que quer processar, clique com o botão direito e aponte para Process. Quando a tela se abrir, veja no ComboBox as opções de processamento disponíveis naquele objeto.

image     image

 

 

Depois que já tiver publicado seu projeto, de dentro do SSMS [SQL Server Management Studio], também é possível processar objetos. Siga o mesmo processo, botão direito, aponte para Process, em seguida escolha o tipo de processamento.

image

Espero que este post tenha ajudado à melhorar seu processamento do SSAS.

Compartilhe o post:
RSS
Follow by Email
Facebook
YOUTUBE
YOUTUBE
LinkedIn

Comentários

comments