Partition Table (Criando o Partition Scheme) – Parte#6

Sharing is caring!

Fala galera, seguindo a sequência lógica do particionamento, uma vez os Partition Function criados, você deve associá-los aos Partition Scheme. O Partition Scheme é responsável por encaminhar os dados para os Filegroups corretos, por isso é muito importante nomear corretamente os Filegroups e os Partition Schemes.

Quando fizemos a quebra dos dados no Partition Function MuseuPorMes, definimos 12 partições (uma para cada mês). Agora serão criados os “13 Partition Scheme” para os meses. Você deve estar se perguntando porque 13 e não 12. A ultima Partition Scheme irá receber os dados acima de 01/12/2012, e irá encaminhar para o Primary Filegroup. Veja o código:

 1: CREATE PARTITION SCHEME MuseuPorMesScheme
 2: AS
 3: PARTITION MuseuPorMes TO
 4: ( [FG2012_01_JAN],[FG2012_02_FEV],[FG2012_03_MAR]
 5:  ,[FG2012_04_ABR],[FG2012_05_MAI],[FG2012_06_JUN]
 6:  ,[FG2012_07_JUL],[FG2012_08_AGO],[FG2012_09_SET]
 7:  ,[FG2012_10_OUT],[FG2012_11_NOV],[FG2012_12_DEZ]
 8:  ,[PRIMARY] )
 9:  GO

Lembrando que o MuseuPorMes é o nome do Partition Function criado anteriormente.

Caso todas as partições estivessem apontando para o mesmo Filegroup, você poderia escrever uma sintaxe mais simples, apontando todas as partições para o Primary Filegroup. Veja como seria esse código:

 1: CREATE PARTITION SCHEME MuseuPorMesScheme
 2: AS
 3: PARTITION MuseuPorMes ALL TO ([PRIMARY])
 4: GO

Por final, você precisa criar a tabela informando qual será o Partition Scheme que irá controlar o armazenamento dos dados. Em um próximo post, vamos ver essa criação!

Sobre Diego Nogare 306 Artigos
Diego Nogare é CDO - Chief Data Officer - na Lambda3. Também é professor em programas de pós graduação no Mackenzie e na FIAP, em São Paulo. Foi nomeado como Microsoft MVP por 11 anos seguidos, e hoje faz parte do programa Microsoft Regional Director.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário