Comparando SQL Server e SQL Azure Database – prt 4

Fala galera, diretamente do MVP Summit 2010, vou postar mais algumas coisinhas sobre a comparação entre SQL Server e SQL Azure Database.

No post de hoje, vou falar sobre as Features permitidas e mais um pouquinho do código T-SQL não suportado.

Falando das Features, vale lembrar que a plataforma Azure é gerenciada através de serviços, logo não temos acesso direto “ao servidor”, somente ao que é liberado através dos serviços. Ótimo, todo mundo lembrou disso. Então já que lembramos desse detalhe, agora vamos lembrar de outro, o SQL Azure Database não suporta todas as Features e Datatypes que o SQL Server local suporta, por exemplo o Analysis Services, Replication, Reporting Services e Service Broker não são suportados pelo SAD ainda, mas pode ser que estas Features sejam implantadas. Como a própria plataforma Azure cuida da parte física (hardware), algumas configurações que manipulam diretamente a questão de hardware do servidor estão bloqueadas, por exemplo o Resource Governor ou algumas configurações de DDL (Data Definition Language). Hah, também não é permitido utilizar o SQL Profiler ou o DB Tuning Advisor.

Outros códigos T-SQL não suportados são aqueles que fazem referência à algum filegroup ou caminho físico. Dependendo do código, ele pode até ser considerado “parcialmente” suportado. Bizzaro! rss

Compartilhe o post:
RSS
Follow by Email
Facebook
YOUTUBE
YOUTUBE
LinkedIn

Comentários

comments