Livro – Do Banco de Dados Relacional à Tomada de Decisão

coverFala galera, é com muita alegria que compartilho com vocês a realização de um sonho.

Sempre tive vontade de escrever um livro e neste ano consegui. Me dediquei por alguns meses em elaborar um conteúdo que fosse capaz de ensinar à criar um projeto de Business Intelligence e possibilitar uma melhor tomada de decisão por quem o usar.

Consegui montar o material e, através de treinamentos consegui provar que os assuntos funcionaram para o propósito que eu queria: Melhorar a tomada de decisão.

O livro “Do Banco de Dados Relacional à Tomada de Decisão” é um livro de Business Intelligence focado em ensinar a criar projetos de BI com SQL Server 2014 à partir da base de dados relacional. Ensina a parte conceitual do DW (Data Warehouse) e BI (Business Intelligence) e partes práticas com SSIS (SQL Server Integration Services), SSAS (SQL Server Analysis Services) e SSRS (SQL Server Reporting Services). Ao concluir o livro você terá conhecimento para criar projetos de BI para sua empresa, melhorando as tomadas de decisões.

Já está disponível na Amazon, acesse http://t.co/6zDnCECAqP e baixe nos formatos PDF, ePub e MOBI.

Obrigado a todos que me possibilitaram realizar este sonho!

3  

Gashuku 2014 – Workshop intensivo de Karatê-dô Wadô-Kai

Gashuku2014

Fala galera, este é um post totalmente atípico do que é encontrado aqui no meu blog, mas considero muito importante para mim e gostaria de compartilhar com vocês.

Neste último final de semana tivemos o Gashuku 2014, que é o encontro anual da Wadô-Kai, o estilo de Karatê que pratico há anos. Este evento é marcado sempre pelos exames de faixa preta e um treinamento intensivo de três dias, começando na sexta pela manhã.

Este ano foi especial, além do treino puxado de sempre, teve o exame para faixa preta da Bruna Annichino, que treina comigo na Matriz da Wadô-Kai em São Paulo e é uma das mulheres mais FODAS que conheço lutando e fazendo Kata.

Os treinos e as conversas com os maiores mestres do Brasil são impagáveis, conversar e perceber a humildade, carisma e paixão pelo esporte é incrível. Isso por sinal é uma característica comum de se encontrar em Karatecas da Wadô-Kai, não conheço um Sensei que seja arrogante ou prepotente. Mesmo o Shihan, Sensei Michizo Buyo, que treinou com o fundador do estilo no Japão e trouxe a Wadô-Kai pro Brasil é muito humilde e atencioso.

Depois destes dois dias (não pude ir na sexta) de treinamento técnico e teórico sobre o Karatê, o que eu trouxe pra minha vida pessoal e profissional??

Não importa o que você faça, se esforce sempre para fazer hoje um pouquinho melhor do que fez ontem. Não é legal comparar seu desempenho com outras pessoas, as histórias de vida podem ser diferentes e a evolução também… Deve-se comparar contigo mesmo e tentar ser sempre melhor do que foi ontem!

Para nossa comunidade de SQL Server, como não poderia deixar de fazer a comparação, vejo que estamos no caminho certo. Temos uma afinidade e um relacionamento forte, coisa que é evidente com nosso grupo. Nós conseguimos fazer eventos pelo Brasil inteiro, e mesmo que não sejam 3 dias “debaixo do mesmo teto” – como o Gashuku -  nós somos uma família unida e todos se ajudam. #SQLFamily

1  

SQL Saturday #325 – São Paulo

Unip - TatuapeFala galera, mais uma vez vamos rodar o evento o SQL Saturday em São Paulo. Agende a data 27/Setembro/2014, sábado, para não fazer nada a não ser aprender e compartilhar SQL Server e Business Intelligence.

E você, sabe o que é o SQL Saturday?

SQLSaturday é um evento de capacitação para profissionais de SQL Server, Business Intelligence e aqueles que querem aprender sobre o universo da Plataforma de dados da Microsoft. Este evento será realizado em 27 de setembro de 2014, na UNIP Tatuapé, Rua Antônio Macedo, 505 – Parque São Jorge, Tatuapé – São Paulo – SP, São Paulo, 03087-040, Brasil. A entrada ao evento é gratuita, todos os custos são cobertos por doações e patrocínios. Os lugares são limitados, registre-se para garantir sua vaga, e compartilhe com os outros para que todos possam comparecer.

Para mais informações e registro, acesse: http://www.sqlsaturday.com/325/eventhome.aspx

O SQL Saturday #325 – São Paulo, chega até você através das comunidades:

Codificando .Net e SQL PASS Chapter BAG BR








.

0  

Perdi minha VM do SQL Server no Azure, e agora?!

Fala galera, a idéia deste post é mostrar uma forma de trabalho em um cenário no qual ocorre um desastre no ambiente de IaaS do Azure, e, por consequência, o ambiente para de funcionar.

A solução que proponho é criar uma outra máquina virtual, atachar o disco do servidor que deu problema e recuperar os dados do ambiente antigo. Parece simples, e realmente é, mas este processo simples pode salvar algumas noites de sono!

A primeira coisa para simular este ambiente será criar uma Storage que receberá os armazenamentos.

image

O próximo passo é criar uma máquina virtual de acordo com suas necessidades. Para este teste foi criada uma máquina de tamanho Média (A2), que possui 2 cores e 3.5GB de memória. Veja neste link o custo das máquinas virtuais do Azure. Segundo as definições encontradas neste outro link, é possível trabalhar com até 4 discos de 1TB de dado em cada, chegando a 500 IOPS em cada disco.

image

Para simular o problema não é necessário uma máquina grande, nem com edição Enterprise do SQL Server, então foi montada com a edição Standard mesmo, e no Windows Server 2008 R2.

image

Após escolher o tipo da maquina virtual na galeria, garanta que o armazenamento será o mesmo que foi criado anteriormente. Isso permitirá a manipulação dos discos entre as máquinas.

O objetivo não é mostrar a configuração ou utilização do SQL Server no Azure, e sim o processo de desastre do ambiente. Se você precisa configurar o SQL Server para ser acessado através do Azure, veja este post do Rodolfo Fadino explicando como fazer.

Reparem que existe o banco de dados AdventureWorks2012 no ambiente, e é este banco de dados que vamos recuperar nesta simulação.

image

Para quebrar o ambiente, vou remover alguns arquivos. Praticamente apaguei alguns arquivos da pasta System e System32, o arquivo BootStat.dat que ficam dentro da pasta Windows e também o arquivo bootmgr que é um arquivo de Inicialização. Ao tentar reiniciar o servidor, ele não sobe porque alguns arquivos estão indisponíveis. Pronto, este é nosso desastre! O objetivo do post é resolver este problema para reacessar o SQL Server.

A proposta do que precisa ser feito para recuperar o ambiente é criar uma nova máquina virtual, pode ser a mesma configuração utilizada no outro ambiente. O importante é ter o SQL Server para recuperar os dados do banco.

Durante a criação da nova VM, é importante escolher a mesma conta de armazenamento (Storage) que registrou na primeira VM. Isso porque o disco está armazenado lá.

image

Após alguns instantes, seu ambiente terá uma nova máquina virtual, e será possível acessá-la. Ao fazer isso, você terá os dois discos padrões do ambiente, um com o Sistema Operacional e os programas e outro com seu Storage Temporário.

image

 

Ao voltar ao gerenciador de máquinas virtuais, é preciso excluir a máquina danificada para liberar o registro do VHD, e então continuar com a configuração. Para isso, selecione a máquina com problema, aponte para Excluir e em seguida escolha Manter os discos conectados.

image

Após a exclusão, o disco não estará associado à nenhuma máquina virtual mas ainda não está disponível para ser reutilizado. Lembra que o ambiente é criado com dois discos, um pro SO e outro para o Storage Temporário. Então, este storage temporário deve ser apagado. Acesse o Storage que foi criado para armazenar os discos, vá até o repositório de VHDs e selecione o VHD da primeira VM que possui o .status no final. Ao selecionar este VHD, pode clicar em Excluir.

image

Também é preciso excluir o serviço de nuvem desta maquina danificada, pois o disco está associado à este serviço. Exclua o serviço apontando para o menu Cloud Services, marque a primeira VM e clique em Delete.

image

Pronto, agora o disco está disponível para se trabalhar.

Para incluir o disco danificado na nova VM, mantenha-se no gerenciador de VMs do Azure, acesse as configurações desta segunda máquina virtual, a nova, e então vá até o menu Disks.

Para não ter problemas com nenhuma sugeira do ambiente antigo garanta que o disco não está associado a nenhuma outra máquina virtual. Você pode verificar isso no menu Disk ao lado do menu Images (antes de associar à nova VM).

Faça o processo para apagar a associação do disco da maquina virtual 1 com qualquer VM existente. Mas cuidado para não apagar o VHD do storage. Depois crie novamente o disco com o nome sugestivo, e garanta que não está marcada a opção de ser um disco com Sistema Operacional. No final, seus discos estarão assim:

image

Voltando às configurações de Maquina Virtual, selecione a VM que vai receber o novo disco e então clique em Attach e aponte para Attach Disk. Neste caso não será um disco vazio, e sim um disco.

image

Veja que nas opções para incluir um novo disco, nos discos disponíveis, já aparece o nome que foi criado a pouco. No meu caso, chamei de DiscoDanificado.

image

Ao confirmar, o Azure fará a configuração deste novo disco no ambiente. Após alguns instantes será possível acessar a VM novamente e encontrar o disco disponível.

image

A partir deste disco é só procurar e recuperar os arquivos de dados do SQL Server, neste caso, o AdventureWorks2012_Data e AdventureWorks2012_Log.

image

Ao copiar os arquivos de Dados e de Log para o ambiente correto, você pode atachar os arquivos ao SQL Server e então seu novo ambiente estará disponível para continuar trabalhando com seus bancos de dados.

image

Espero que isso possa lhe salvar algumas horas (ou dias) de sono!

1  

Primeiros passos com BigData–MVPShowCast 2013

Fala galera, em 2013 fui convidado à participar do MVPShowCast para falar sobre BigData. Veja o post falando sobre isso.

Sim, está faltando a apresentação na trilha de BI. Aconteceram alguns problemas na época e não pude fazer a apresentação.

Para quem não pode acompanhar no dia, segue o vídeo e os slides utilizados para a apresentação.

Vídeo:

HDInsight – Primeiros passos com BigData

 

Slides:

 
Bons estudos!

0